A falta que você me faz

Oi, como é que vai? Tá tudo bem? Sabe que estou morrendo de saudades... Não, é sério, não paro de pensar em você, meu bem. Juro por tudo o que há de mais sagrado no universo. Me sinto tão bem em ficar ao seu lado, de passear contigo no seu Porsche pela cidade, de andar de mãos dadas contigo no shopping... Sabia que ainda tenho aquele vestido da Prada que você me deu de aniversário? Oi? Não, não, deixa eu terminar de falar... Eu queria dizer que a gente podia se ver qualquer dia desses, você me pegar aqui em casa, afinal de contas você sabe o endereço, né? Ãhn? O que foi? Você não tem mais o Porsche? Não, meu bem, a gente não pode passear de ônibus e... Você vendeu aquele flat de frente pra praia? Ãhn? Se tem algum problema? Meu amor, você sabe que não ligo pra essas coisas fúteis... Mas é que... Olha... Xiii... A ligação tá ruim! Xiii... Te ligo... Xiii... mais tarde... xiii...















Xiii...

2 comentários:

Cartografia n'alma disse...

kkkkkkkkkkk ai, como ela foi bandida!!! kkkkkkkk

A Mina do cara! disse...

Isso é que é amor... a verdadeira Mina do Cara...