Verborragias

Poeminha safado

Read Article →
de quatro no quarto só à dois, o pênis que incha e ferve, entra na escuridão de qualquer orifício e lava o corpo com a mais amarga das por...
Escrito por : Leandro Noronha da Fonseca
1 Comments

Foi um sábado longo

Read Article →
Tarde quente. Os mosquitos picavam, alvoroçados. Maria Cleusa, parada no ponto de ônibus, esperava impaciente voltar para sua casa. Trabalha...
Escrito por : Leandro Noronha da Fonseca
1 Comments

Confissões

Read Article →
Cada um cobre os seus buracos como acha melhor - buracos feitos por mágoas e angústias, que, mesmo com o tempo, não conseguiram cicatrizar....
Escrito por : Leandro Noronha da Fonseca
0 Comments

No silêncio

Read Article →
O suspiro se prolongou em um sussurro profundo, e a pele molhada de fluídos perpetuou aquelas poucas horas mergulhadas no escuro do quarto....
Escrito por : Leandro Noronha da Fonseca
1 Comments