O aquariano


O aquariano é um bicho esquisito, desses que não se vê em qualquer lugar. Não é à toa que a maioria os acham malucos, um tanto excêntricos. Mas se viver é uma loucura, então é verdade: os aquarianos são muito loucos.
O aquariano é como um pássaro que não vive sem liberdade, e se não a tem, dá um jeito de sair da gaiola. Prisão é uma palavra que não combina com ele.
O aquariano, pode-se dizer, gosta de aprender. É curioso por demais, mas não por ser mexeriqueiro: cada grão de conhecimento serve de alimento pra sua mente insaciável. Cada coisa aprendida é como um troféu digno de ser colocado em um pedestal.
O aquariano é naturalmente sociável, e não demora a se apegar a alguma pessoa. Mas, assim que a esquece, às vezes a esquece de vez. Quase sempre pacífico, quando pisam no seu calo não hesita em explodir. Isso porque o aquariano, por si só, é deveras impulsivo como um vulcão que pode entrar em erupção à qualquer instante.
São muito inteligentes e, por este motivo, são muito originais. Não demora a inventar coisas e pisar em sonhos metafísicos lacanianos. E o que não se pode negar é que todo aquariano quer se destacar como um vagalume na escuridão – apesar disso, é muito solitário mesmo na companhia dos melhores amigos.
Cabeça aberta na maioria dos casos, o aquariano pensa no agora como seu bem mais precioso e o cultiva com esmero. Viver é algo extraordinário, mesmo que seja na solidão de si mesmo ou na repulsa pela falta de liberdade: não cabe dentro do aquariano ódios duradouros, e talvez seja por isso que eles vivam tão intensamente.

Um comentário:

Andressa Takao disse...

Adorei! somos assim mesmo! quando puder, visite meu blog...

http://literaturadapolis.blogspot.com.br