Lulina e os Muitos Discos e as Muitas Poesias

Sempre gostei muito de pesquisar bandas novas, principalmente as brasileiras. O universo underground da nossa música está em constante rebuliço, e nós, aqui em cima, em nosso mundo de hits superpopulares, nem se quer notamos o que rola lá em baixo. Tem muita banda boa. Banda maluca. Banda normal. Banda de Rock n' Roll somente. Banda de Rock n' Roll-Reggae-Psy-Hard-Classic-Core. Banda que gosta mesmo de música e quer levar pra frente um som bom.
Uma dessas bandas eu encontrei por aí, assistindo televisão. Foi no Acesso MTV. Não é exatamente uma banda. É uma garota chamada Lulina que tem uma banda, mais especificamente falando. Ela, além de ter uma voz super bonita, calma, que parece arrastar a gente pra cama e pra calma, tem um sotaque gostosíssimo, de Pernambuco. É bonita. E escreve poesias, também. Pode-se notar um ar poético em todas as letras das músicas que ela compõe. Versos simples, sem pretensão de causar qualquer tipo de coisa, música leve, gostosa de ouvir, gostosa mesmo. Deixa a gente até um pouco mais leve. Música que contam histórinhas, todas muito bonitas.

A Lulina tem uma renca de CD's e a gente aqui de cima nem sequer soube da existência deles. Só pra citar alguns:

* Sangue de ET
* Cristalina
* Aos 28 Anos dei Reset na Minha Vida
* Aceitação do 14

E olha que também tem os singles. Só pelo título dos discos dá pra perceber o quão criativa é essa tal de Lulina aí. As músicas que se tornaram as minhas prediletas foram "Meu Príncipe" e "Bichinho do Sono".

Influência nas músicas? Bom, vou deixar ela mesma falar:
"Minha vó, assuntos alienígenas, Dostoievski, Truffaut, playmobil, super nintendo, Bruce Lee, Manuel Bandeira, formigas, Velvet Underground, Cat Power, Belle and Sebastian, Beat Happening, Stereolab, Sônia Rocha, Clarice Lispector, John Fante, Stephen Hawking, número 13, meus amigos, cerveja".
Pessoalmente, quando ouvi o som dela pela primeira vez, veio na minha cabeça, como um bofetão, Pato Fu, Belle and Sebastian e Ludov, bandas que se assemelham fortemente com o som da Lulina. É gostoso de ouvir. É criativo, é bonitinho, é inteligente.

Eu, infelizmente, não achei nenhum lugar que pudesse ser baixado, sem ter que fazer cadastro (porque tenho preguiça de fazer cadastros), algum site onde as músicas são disponibilizadas gratuitamente. Mas no site da TramaVirtual (http://tramavirtual.uol.com.br/) consegue-se achar a página oficial da banda. Com TODAS (isso mesmo, eu disse todas) as músicas para download. Se você tem medo de baixar músicas de bandas desconhecidas, com medo de que seja uma merda e perca de tempo, dá pra ouvir as músicas antecipadamente, mas tenho certeza de que você não vai se arrepender.
Como eu disse lá em cima, ela escreve umas poesias. Ela tem uma blog chamado Projeto Projétil (http://lulina.blogspot.com/). Além de ser boa na música, é também na poesia. Vale a pena dar uma passada e ler algumas coisas que ela escreve.


4 comentários:

bruno:cunha disse...

Sonia Rocha (L)

Gabriela disse...

Li um post desse blog há algum tempo e, dia desses, resolvi voltar aqui para ler mais. Já está nos meus favoritos. Não sou muito de ouvir música, eu não curto a maioria do que ouço, assim como não curti a Lulina. Não quer dizer que eu só escuto o que é bom, eu tenho um gosto bastante duvidoso até. Eu só não tenho muito saco, é raro eu parar pra ouvir música. Bom, "O conto do adeus mudo" é genial. É melhor eu ir ficando por aqui, como diria um escritor que eu curto: "Escrevendo, eu falo pra caralho." Até. E desculpa aí o palavrão.

Maria disse...

Você vai trabalhar com propaganda, né? Nunca vi poder de persuasão igual...rs Vou lá conferir. =DDD

Meu beijo

Lubi disse...

Mi gostar musgas.
Incluvise Lulina.

Soube do show dela no Sesc?
Poisé.